terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Como Reagir

As imagens que chegam do Irão, reflectem a vitalidade e a coragem de um Povo que continua a demonstrar que mesmo nas mais difíceis condições, é possível lutar contra um Regime que consideram não respeitar os seus direitos de cidadania.
Ao ver essa capacidade e essa determinação, sentimos uma profunda tristeza pelo povo a que pertencemos.
Perante situações por ventura mais gravosas, continuamos a demonstrar uma permanente cobardia e uma comprovada incapacidade de responder e demonstrar o nosso repúdio pelos políticos que continuam de forma ilegítima a governar-se do País.
E somos nós que permitimos isso.
Somos nós, por vezes com consideráveis sacrifícios e no meio das mais diversas dificuldades, que continuamos a entregar-lhes uma parte considerável daquilo que ganhamos e que através de Impostos, Taxas, Coimas, etc, vai continuando a servir para alimentar estes políticos e estas políticas que não nos interessam nem a nós nem ao País.
Chega-se já ao ponto de assistirmos a uma autêntica caça à multa, especialmente dirigida á falta de cumprimento da Inspecção obrigatória no mês da compra do veiculo após os 4 anos do seu registo. São 250 Euros de multa para esta "infracção" em que muitos caímos, pois tratando-se de veículos relativamente novos e normalmente sem quaisquer problemas, esquecemos muitas vezes de os levar exactamente no mês em que fazem os 4 anos de compra, á tal inspecção obrigatória.
Como é fácil de ver, não há qualquer justificação para uma multa deste montante. Isto é um roubo. Mas para esta infracção, foi criado um programa especial e andam agora grupos organizados de forças policiais a olhar para as matriculas dos carros que já poderão incorrer nesta infracção. É uma autêntica vergonha ver como estão a colaborar com mais este roubo.
Aquilo que se passa no País, é que diariamente estamos a ser roubados e ninguém parece reagir.
Pensamos que a situação a que já chegámos, dá-nos o Direito á Desobediênca Civil.
Isso mesmo defende um dos grandes lutadores pela reposição da dignidade na política e que se chama José Maria Martins, que defendeu no seu Blogue, A Desobediência Civil e sua legitimidade perante Governos iniquos e retrógrados - Por exemplo desobedecer não pagando impostos -. Esta sua bem fundamentada exposição,deverá levar-nos a ponderar essa possibilidade.
Gostaríamos de ver mais gente a pensar sobre isto.
De facto é com o nosso dinheiro que vamos alimentando esta gente e estas politicas.
Continuamos a fazê-lo ?

6 comentários:

amafiaportuguesa disse...

É uma excelente técnica conhecida para acabar com o TERRORISMO. Aplica-se a este FDP não engenheiro Sócrates.

Zorro disse...

Eu também apoio. Há 7 anos que deixei de pagar impostos a esta corja. Tudo sem recibo. Não peço recibos em nenhuma compra - também não servem para nada.
E recomendo que todos façamos o mesmo.
A Bem da Nação!

JotaB disse...

Caros Amigos
Permitam-me este tratamento!

Manifesto a minha total concordância com a opinião formulada pelo Dr José Maria Martins e aqui retomada pela Força Emergente.
Não poderia estar mais de acordo com a medida que preconiza uma tomada de posição de todos os PORTUGUESES que não estão dispostos a pactuar com o malbaratar do dinheiro dos nossos impostos.

Não poderia deixar de apoiar esta proposta, entre outras, pois, eu mesmo escrevi (14 de Novembro) no Blog do Dr JMM que...
"Poderíamos começar por aquilo que mais dói aos políticos/ladrões da nossa praça:
1- Poderíamos começar pela recusa em pagar impostos. Se quiserem continuar a roubar-nos que o façam nas nossas casas (como vulgares ladrões).
2- Deixar de circular nas AE dos seus amigos empreiteiros. Quando isso for indispensável, pagar as portagens e os combustíveis com moedas de 1 cêntimo.
3- Nos balcões bancários pedir todas as informações possíveis (depósitos a praso, seguros, créditos diversos, conta-ordenado, cartões de crédito, etc.).
4- Manifestações, bloqueios, etc., etc. ...
Muitas possibilidades poderão ser consideradas e postas em prática".

Também neste mesmo Blog (ver 17 de Agosto, 07 de Outubro, entre outros), sugeri a recusa do pagamento de impostos, apesar de, por vezes, ter usado uma linguagem mais vernácula, mas bem mais perceptivel pelo cidadão comum.

Apoio e continuo a apoiar a RECUSA DE PAGAMENTO DE IMPOSTOS.
Quém, no seu perfeito juízo, entrega voluntariamente o seu dinheiro aos ladrões?!

MATEMOS OS LADRÕES À FOME, ANTES QUE ELES NOS MATEM A NÓS!

JotaB disse...

A quem interessam a maioria destas auto-estradas?
A quem interessam estas negociatas?
Quem vai ficar com todo este dinheiro?
Quem vai pagar a factura?

Para estas e outras perguntas, todos nós conhecemos, há muito, as respostas!

Necessitamos apenas de coragem para tratar os responsáveis como merecem...

http://www.ionline.pt/conteudo/36787-preco-das-novas-estradas-subiu-524-milhoes-em-cinco-concursos

JotaB disse...

Sempre que posso, ouço as notícias das 21 horas, na CIC notícias, apresemtadas pelo JORNALISTA Mário Crespo.

Hoje, na primeira parte do noticiário televisivo, esteve presente um convidado muito especial, o Dr Fernando Nobre, da AMI.
Ouvi com toda a atenção e respeito que me merece, o HOMEM LIVRE e CIDADÃO DO MUNDO que é o Dr Fernando Nobre!

Pena é que sejam muito poucos a ver as pessoas e o mundo pelos mesmos olhos.

JotaB disse...

Porque hoje é 2ª feira, acabo de ler os artigos de opinião de António Ribeiro Ferreira e de Mário Crespo.

http://www.correiomanha.pt/noticia.aspx?channelID=00000093-0000-0000-0000-000000000093&contentID=65D1E150-6831-45CB-A2D9-EBDDAFBD6488

http://jn.sapo.pt/Opiniao/default.aspx?opiniao=M%E1rio Crespo