quinta-feira, 3 de Maio de 2012

Uma boa oportunidade

Vão começar a ser ouvidos na AR os principais responsáveis pelas parcerias publico privadas. Como sabemos, foram aí feitas algumas das maiores fraudes a que estão ligados muitos dos responsáveis políticos deste País. 
Essa gente, certamente com a exceção de sócrates, terá de ir ao parlamento. É uma boa altura para se tentar uma confrontação direta com alguns deles. Seja com as mãos, os pés, com tomates ou ovos podres, alguma coisa lhes deverá lembrar que não estamos esquecidos e que tudo faremos para que a prisão seja o caminho mais indicado para eles. O confisco de bens também terá de ser considerado. Nem vale a pena falarmos em justiça. Isso é uma coisa desconhecida neste sistema politico.
Estamos disponíveis para se estudar uma estratégia de ação direta.
Vamos ver se conseguimos desta vez um numero razoável de possíveis intervenientes.
Se for o caso, agendaremos uma reunião prévia e será definido o "modus-operandis".
Se entender que vale a pena, divulgue esta sugestão.
Para quaisquer contatos, o nosso mail está disponivel.
forcemergente@gmail.com

1 comentário:

menvp disse...

"Site de Referendos":
-> Explicando melhor: todos os gastos (despesas públicas) do Estado que não sejam considerados de «Prioridade Absoluta» [nota: a definir...] devem estar disponíveis para ser vetados durante 72 horas pelos contribuintes [nota: através da internet no (que deverá ser criado) "Site de Referendos" -> aonde qualquer português com número de contribuinte, e maior de idade, poderá entrar e participar].
Para vetar [ou reactivar] um gasto do Estado deverão ser necessários 100 mil votos [ou múltiplos: 200 mil, 300 mil, etc] de contribuintes.