domingo, 25 de março de 2012

Tudo isto já soa a falso, a estranho, a fora de tempo.....a ridículo

Desliguem as televisões.
Façam um favor à vossa integridade mental.
Nada do que sai destes congressos nos interessa. Entres eles e o País existe um fosso cada vez maior. A politica e a estratégia de que falam são cada vez mais estranhas e difíceis de enquadrar no conceito de democracia que gostaríamos de estar a viver e nas necessidades que a curto prazo seriam exigíveis. 
Esqueçam este país a duas cores.
Somos cada vez mais um País monocromático. Cinzento. Triste e com cada vez menos esperança.
Com a mesma comunicação social. Os mesmos comentadores. As mesmas opiniões.
O mesmo País que ao invés de se afirmar, regrediu quase um século nestes 40 anos de pseudo democracia. Aqueles que cresceram e avançaram, sempre se distinguiram pela cor rosa ou laranja que trazem na lapela. E esses sendo bastantes, são muito poucos.
Muito sinceramente estamos fartos dessa gente que se esqueceu do País. E nos engana. E nos quer fazer passar por parvos. E nos irrita. E de que maneira.
Desliguem as televisões !
Ou então escolham apenas canais temáticos com assuntos de história ou sobre a natureza.
Irão descobrir coisas interessantes e nunca se sentirão ofendidos ou irritados com aquilo que dizem os porta vozes destas politicas. Que nada sabem do País e parece que nem se interessam em saber.
As estatísticas são a sua única fonte de inspiração, como se os numeros fossem o substrato humanista residente na social democracia ou no socialismo de que se reclamam.
Tudo isto não passa de um grande embuste que urge desmascarar o mais rapidamente possível.
O povo, o verdadeiro, quer e exige democracia tal como pensou que iria obter em Abril de 74.
Não a que o PCP gostaria de ter implantado e que tudo fez na altura para o conseguir.
Aquilo por que lutamos é por uma estrutura de poder que permita a escolha livre e controlada pelos cidadãos.  Não mais poderemos permitir que a gestão da "coisa publica" possa ser entregue a gente sem princípios nem competência e a sociedade estar inibida de lhes poder exigir responsabilidades ou por término aos descalabros eminentes. Um sistema destes teria evitado a actual tragédia que se vive no País e josé socrates estaria preso neste momento.
Queremos um Sistema que implique Transparência e Responsabilidade politica e criminal.
Já hoje se encontra quem esteja a lutar por isso e a propor soluções para uma maior capacidade de intervenção por parte dos cidadãos.
É isso que se propõe no site  http://www.plataforma231.net/
Existe um nome que será necessário começar a dar atenção.
Marco Dias. Este economista e revisor oficial de contas lidera um grupo que pretende alargar a capacidade de intervenção politica e está a desenvolver um interessante trabalho de aproximação a outros movimentos que lutam por dotar a sociedade com uma maior capacidade de intervenção nas decisões publicas que a todos dizem respeito.
É com esta gente que pretendemos vir a estabelecer laços de cooperação de forma a contribuirmos para se tentar inverter o rumo porque segue a politica nacional.
Em breve pensamos poder apresentar as linhas gerais daquilo que poderá ser uma esperança e uma certeza para um novo destino possível para o nosso País.

1 comentário:

Anónimo disse...

http://asombraquemepersegue.blogspot.pt/2012/03/dos-discursos.html