quinta-feira, 22 de abril de 2010

21 Notícias: 1 boa, 20 más

São assim os tempos que correm. Por isso hoje tenho apenas uma notícia boa:

01. Os profissionais de saúde terão de optar entre sector público e privado (arre até que enfim...!);

E tenho 20 notícias más:

01. Os deputados continuam a poder acumular a sua função parlamentar com o sector privado;
02. José Sócrates continua à frente do Governo;
03. Teixeira dos Santos continua a confundir "economia" com "economizar";
04. Cavaco Silva internacionalizou-se à conta do déficit português crescente de 8% quando "irritou", com a sua indiferença em relação a este grave problema, o presidente checo;
05. As portagens das SCUT vão mesmo avançar ao abrigo das medidas do PEC;
06. Os investidores internacionais da bolsa diminuirão em função do novo imposto;
07. O desemprego continua a aumentar;
08. As empresas continuam a falir;
09. O PS continua a confundir "Governar" com "governar-se";
10. As eleições presidenciais ocuparão a agenda política dos portugueses até final do ano;
11. Inês de Medeiros ainda não sabe quem lhe vai pagar as suas viagens a Paris;
12. Pedro Passos Coelho fala amenamente com José Sócrates, talvez na esperança de Alberto João Jardim o sentar ao lado do Primeiro-ministro na Festa de Chão de Lagoa para a qual Jardim já ameaçou não o convidar;
13. O Processo Casa Pia já corre em tribunal há mais de 5 anos e Carlos Cruz, acusado de pedofilia homossexual ainda está convicto da sua total inocência;
14. Os orçamentos nacionais passarão a ser controlados directamente pela UE caso não se cumpram as metas para reduzir o déficit português;
15. Sócrates confunde género da palavra "manso" aplicando-a no masculino à tia de Louçã;
16. Depois da "dura" lei do trabalho aprovada em 2009, as empresas continuam a contratar a recibos verdes, fazendo perdurar o eterno problema da falta de apoio social àqueles que caem em situação de desemprego;
17. Paulo Marques, presidente da ANSR promete "esmagar" portugueses com multas em 3 dias para melhor "servir" os interesses do Estado, ao arrecadar assim mais depressa os milhões devidos por multas rodoviárias;
18. Louçã chamou a atenção para os gastos de milhões pela falta de políticas de emprego;
19. British Airways e Iberia unem-se deixando de fora a TAP;
20. Pinto Monteiro, depois de mandar destruir as escutas, pede agora tréguas à PJ.

E é justamente esta última notícia a que mais me preocupa.

Depois de todos os episódios que envolveram criminalmente de forma directa ou indirecta José Sócrates e que foram "apagados", minimizados, "abafados", ou mesmo "triturados", vem agora o Procurador-Geral da República apelar à "calminha aí" à Polícia Judiciária. Ora a Polícia Judiciária tem os seus próprios poderes de investigação de casos de corrupção passiva ou política, e não pode também ela ser manipulada pelo Procurador com uma simples reunião de "entendimento"...

Afinal o que pretende Pinto Monteiro? No fundo, o trabalho de "limpeza" e manipulação da liberdade de expressão da sociedade portuguesa, começada com o caso TVI, parece estar ainda em curso... Carlos Enes, por exemplo, poderá ter de levantar o sigilo profissional para responder na comissão de inquérito sobre o caso TVI, a pedido do PS. Quanto a Pinto Monteiro, vejamos a entrevista ( http://tv1.rtp.pt/noticias/?t=O-Procurador-Geral-da-Republica-e-a-Judiciaria-querem-acabar-com-o-conflito-entre-as-duas-entidades.rtp&headline=20&visual=9&article=338075&tm=8 ), e corrijam-me se estiver errado...

posto por Pedro Duarte

3 comentários:

almighty yellowphant disse...

1 para 20... Interessante.. :P
Beijinhos

JotaB disse...

Duas más notícias, porque nos entram nos bolsos e porque vêm juntar-se às inúmeras sacanagens com que diariamente somos confrontados:

http://sol.sapo.pt/PaginaInicial/Sociedade/Interior.aspx?content_id=170051

http://www.tvi24.iol.pt/politica/ines-de-medeiros-ps-paris-viagens-parlamento-tvi24/1157510-4072.html

JotaB disse...

Mais um que se fica a rir na nossa cara.
O ZÉ paga os prejuizos...

http://downloadsexpresso.aeiou.pt/expressoonline/PDF/CAPA_EXPRESSO_23042010.pdf