sábado, 1 de agosto de 2009

O Povo vai descer à Rua

O sentimento de revolta está definitivamente instalado.
O Povo vai descer à Rua
Chegou por fim a altura de dizermos, BASTA!
Será no inicio de Setembro.
A data será a confirmar com outros movimentos e associações, que tal como nós querem demonstrar ao poder político, que este País é nosso.
Que não permitimos que mais gente sem escrúpulos e sem princípios, possa estar á frente da governação do País.
Que não permitimos que nenhum ser menor, incompetente, desqualificado, arrogante, mentiroso, falso e hipócrita, possa mais alguma vez enganar toda uma Nação.
Tal como sucedeu com esse que dá pelo nome de socrates.
Que nos envergonhou enquanto Povo e que terá que responder perante a justiça.
Nesse dia irá terminar um Ciclo Político de gente incompetente e corrupta.
Um novo Ciclo, com outras competências e outro Modelo Democrático, terá de urgentemente iniciar-se.
A premissa básica é simples de entender.
O voto que serve para Eleger, também terá de servir para Demitir.
Assim, os maus políticos não se irão perpetuar no poder. Não mais voltaremos a passar cheques em branco.
Seremos nós, enquanto Povo e sociedade organizada, a tomar as decisões.
A essência da Democracia reside na vontade dos cidadãos. Os nossos direitos de cidadania, nunca mais poderão ficar entregues a gente falsa e corrupta.
Caberá aos partidos instalados compreenderem o sentimento que de forma cada vez mais nítida, trespassa por toda a sociedade.
Não entender a história e o evoluir dos tempos, será um erro grave que o poder instalado poderá cometer.
É bom que percebam que quando por vezes o Povo sai à rua, nem sempre é para entregar flores. A lucidez de alguns terá de sobrepor-se ao aconchego matreiro de muitos outros.
Este País não poderá continuar na mesma, nem com a mesma gente. É a nossa sobrevivência e o nosso futuro que estão em causa. Assim sendo ninguém nos poderá deter.
VAMOS RETOMAR PORTUGAL

13 comentários:

Corroios - Terra Nacional disse...

Portugal aos Portugueses, Nação e trabalho!
BASTA de tachos, compadrios, corrupção e politicas demagógicas que levam Portugal a caminhar ao desaparecimento do mapa. DESPERTA PORTUGAL!

JotaB disse...

Coloco aqui, de novo, esta canção do José Mário Branco (ver "post" anterior):
http://www.youtube.com/watch?v=3ZyAuCcjDOk

e mais estas :
http://www.youtube.com/watch?v=t_ogWcnVz3I&feature=related

http://www.youtube.com/watch?v=JTbnOhXSy44&feature=related

Digo PRESENTE !
VAMOS RETOMAR PORTUGAL

Força Emergente disse...

Obrigado Corroios
Obrigado JotaB

JotaB disse...

Estes dias de verão convidam à indolência, mas não podemos baixar a guarda, pois os tempos são de luta, de mudança.
Tem que ser agora. Temos que ser fortes e unidos.
Para ajudar aqui ficam duas músicas :

http://www.youtube.com/watch?v=IT_31oLD8eg

http://www.youtube.com/watch?v=hfKU5pA-CRI&feature=related

Angela Maria disse...

Carissímos,

o país está moribundo. Se não forem os grupos apolíticos a agitar as moléculas, iremos certamente assistir pacatamente ao sugamento e "morte" da alma lusitana. Tenho alguma esperança nos Movimentos que se levantam, e espero que sob as águas calmas se desloque, furioso, o tão desejado tsunami.

Força Emergente disse...

Olá Angela Maria
Quer acreditar que já está em formação?
Mais que furioso, está revoltado e parece que incontido. O primeiro ensaio está previsto para dia 5 de Setembro, com data final a acertar com outros movimentos.
É tempo de dizer BASTA!

Da Serra disse...

O povo não desce à rua porque o povo é cobarde!
O povo não desce à rua porque a Vera Lagoa já morreu!
Nessa altura, o povo descia à rua para dizer NÃO!
Hoje o povo só desce à rua quando é arregimentado pela esquerda, ou quando há circo!
Não se iludam...

Força Emergente disse...

Caro Da Serra
É um prazer vê-lo de novo por aqui, embora considere que está em falta connosco, pois ainda não nos deu o apoio prometido. Ou será que já melhorámos o suficiente a nossa acentuação?
Quero dizer-lhe que concordo com o essencial daquilo que diz. O povo, este povo ausente, expectante e tantas vezes cobarde, está sempre á espera que surja um salvador. Nós bem temos sentido isso. É verdade que só a esquerda, ou determinadas classes profissionais, hoje conseguem uma mobilização significativa. Permita-me que no entanto lhe diga que estamos a conseguir ultrapassar algumas das barreiras conhecidas e talvez possamos surpreender. Se calhar vai ser mesmo uma grande surpresa. Neste espaço não podemos avançar explicações, mas se pretender, envie-nos um endereço para o nosso mail que poderemos depois ser mais explítos.
Gostávamos mesmo de lhe solicitar uma opinião.
Os nossos agradecimentos

Força Emergente disse...

Caro Da Serra
Queriamos escrever " explícitos".

Da Serra disse...

Ora viva.
Pois é, estou em falta mas não me esqueci!
Relativamente ao português escrito, só encontrei um errozinho...
Na frase ... está sempre á espera... deverá estar escrito ... está sempre à espera...
Mas está bem, desta vez dou um Muito Bom menos...
Que tal???

Força Emergente disse...

Caro Da Serra
Fico satisfeito.
Só não percebo como é que me escapou aquele "à" depois de tantos puxões de orelhas.
Aguardamos a possibilidade de nos conhecermos melhor.

luisfonseca2004 disse...

Meus amigos...
Estou convosco, com o vosso pensamento e com os vossos ideais.

Mas...
Esta conversa acaba por parecer "muita parra e pouca uva".

De facto, é contraproducente alardear vitórias quando a guerra ainda nem começou... e na realidade ainda nem sequer foi declarada.

Costumo dizer que, se as centenas de milhar de portugueses que vão todos os anos em peregrinação a Fátima, …pedir um milagre à N. Senhora…, tivessem um pouco de juízo e andassem mais uns km até Lisboa, cercassem a Assembleia da República e sitiassem o local, sequestrando os deputados durante 2 ou 3 dias, para exigir ser tratados com respeito por essa bicharada corrupta... conseguiriam mesmo um milagre e as suas vidas poderiam, de facto, melhorar.

Mas, a realidade, é que todos os anos assistimos ao mesmo! Essas centenas de milhar de pessoas, um exército potencial de descontentes, quedam-se por Fátima... e andam por lá… de joelhos.

Deixei de acreditar no povo português.
Ele está hoje perfeitamente domesticado.
A única hipótese é torna-lo selvagem de novo e isso não é tarefa nem fácil, nem de resultados imediatos.

MC

Força Emergente disse...

Caro Luís Fonseca
O seu comentário está bem observado. De facto talvez fosse melhor o que sugere. Estamos de acordo que muita gente anda melhor de joelhos do que de pé. Alguns até acham bem andar com a canga ás costas. Por vezes nem sabemos já, se lutamos por "este povo" ou se é contra "esta gente". Definitivamente, é contra esta gente que arruinou o País e continua a querer fazer de nós parvos. Vamos ver se o "povo" tambem pensa assim.
Em breve irá ser feito o teste final.
Depois seja o que "Deus quizer".
Pedimos-lhe um último esforço. Acompanhe um pouco aquilo que estamos a organizar.
Em breve será apresentado.