terça-feira, 28 de abril de 2009

Como se destroi a Economia e o País

Multas, Taxas, Coimas, Emolumentos.....Roubo
É cada vez mais dificil e intolerável continuarmos de forma passiva a assistir e ser vitimas deste autêntico despudor, instalado por este Governo, que mais não faz que prosseguir o roubo a toda a população através das mais diversas formas de extorquir dinheiro sem qualquer preocupação com a natureza do acto em falta.
Não vamos sequer abordar a carga fiscal em vigor e que está a conduzir á total desagregação do tecido empresarial. Para se entender melhor a insensatez do actual governo e o recurso que fazem a esta forma indirecta de aumento dos impostos vamos a um exemplo concreto. Já alguns de nós recebemos notificações de coimas por em ....2002 ou em...98 ou em......ter havido um atraso de alguns dias na entrega de uma declaração, ou por não termos feito um determinado registo, ou por........ Quase todos já tivemos que suportar valores consideráveis em taxas ou multas. O valor desporporcional das mesmas relativamente á gravidade da falta é por vezes revoltante. Um taxista em Sintra foi no mesmo dia que nós resolver um problema desses na Conservatória do Registo Comercial. A ele tinha-lhe sido passada uma coima de 2oo Euros porque se esquecera de registar a nova morada da firma de táxis. Perante a pequena gravidade do facto e o montante do valor a pagar, dizia o senhor que 200 Euros não conseguia ele fazer em 15 dias de trabalho. Como é que era possivel uma situação daquelas ? que governo é este? perguntava o senhor. Nós tambem lá estávamos para pagar uma coima de 300 Euros, porque uma firma que tinhamos encerrado e feito a escritura de dissolução há mais de 10 anos, parece que não tinha sido pedida a publicação no DR. Perante o montante a pagar, o tempo já decorrido, a insignificancia do descuido, a inexestência de prejuizo para o estado, solicitámos a presença do Conservador e como é lógico descarregámos sobre o senhor, que de forma compreensiva nos foi dizendo que provavelmete teriamos razão mas que ele não poderia fazer nada. Assim e de forma despudorada, o governo recolhia em 2 minutos aquilo que não garante a quase 90% da população num mês de trabalho. 500 Euros. Um valor em forma de roubo.
Esta insensibilidade e desconhecimento do País real exige que o mais rápidamente se congreguem esforços para correr com esta gente. É que os impostos que vão desgraçando grande parte da população activa deste País, servem para ir enchendo os bolsos a uma pequena escumalha que nada produz e apenas vai retirando em proveito próprio alguns dos recursos produzidos por todos.

8 comentários:

Angela Maria disse...

Instalou-se o medo em "Nottingham" - Portugal, à mercê de um xerife desavergonhado. Venham Robin e os seus Merry Men para lhe arrepiar o pêlo e aquecer-lhe o rabo! Só se dispensam as collants verdes de lycra, de resto vale tudo!...

Angela Maria em www.asmaosroubadas.blogspot.com

amafiaportuguesa disse...

Também nas empresas privadas. Veja-se este caso:

O BPI tem andado a perseguir clientes que têm as suas contas-ordenado sempre em valores negativos, sobrecarregando-os com despesas mensais para manutenção de conta ou outras despesas administrativas, de forma a convencê-los a abandonarem os seus serviços, de acordo com testemunhos de alguns clientes que têm sido vítimas desta política discriminatória dos “mais pobres”, que contraria inúmeras medidas anunciadas pelo Governo para facilitar a vida às pessoas que estão a sofrer com a crise. Existe mesmo quem se queixe de cobranças ilícitas nas suas contas, por edição de cartões de débito e crédito não pedidos, que muitas vezes se sobrepõem nas datas de caducidade com poucos meses de diferença.

Na opinião de alguns clientes, o BPI abusa dos seus poderes contratuais com estes, cobrando valores e taxas demasiado elevados, quando comparados com os montantes disponíveis nos saldos de muitos clientes. Considerado actualmente o banco com taxas bancárias mais elevadas e uma política infalível de cobrança de taxas mensais bem como por exercer demasiada pressão sobre os clientes com saldos em dívida, está a levar ao encerramento de contas numa escalada sem precedentes, dado o descontentamento generalizado desta política comercial tão agressiva, lesiva dos direitos dos clientes, que se queixam de criação de inúmeros problemas criados, “muitas vezes por uns míseros euros”, e que levam não poucas vezes a terem de perder o seu tempo a resolver burocracias ou problemas criados por este excessivo controlo e gestão das contas bancárias.

a MÁFIA portuguesa disse...

E o que dizer da perseguição exercida pela ASAE às pequenas empresas e pequenos comerciantes...? Aí sim, as multas são desproporcionadas. Curiosamente, muitos "amiguinhos" do PS têm sido fiscalizados e raramente são multados, ou quando o são, são com valores que nada têm a ver com outros empresários conotados com forças partidárias da oposição, ou simplesmente porque não estão inscritos no Partido...

Esta actuação da ASAE, já toda a gente comparou à PIDE de Salazar, e por isso mesmo, para o bem comum o povo português tem de identificar os seus inimigos e aqueles que prejudicam os desgraçados que estão a tentar sobreviver à crise e afastá-los das suas funções. A ASAE tem de ser extinta, pois nada contribui para a qualidade do turismo e dos serviços. Apenas é uma máquina de roubar os pequenos e encher injusta e alarvemente os cofres do Governo PS.

Angela Maria disse...

Existe efectivamente uma máfia pior que o polvo, camorra, cosa nostra, cujos tentáculos vão do público ao privado, e que para manter o povo acorrentado usa de todas as estratégias de controlo, manipulação, assédio (moral e outros...), intimidação directa ou velada, com a conivência silenciosa dos tíbios e maneirinhos que se vão ajeitando como podem. Irra que não se aguenta! Escumalha incompetente é o que grassa nas chefias das empresas, mas vai-se a ver e é o amigo gay do outro que é arguido num processo onde também está o x, e por aí fora. Vejam o proliferar por Lisboa de negócios de orgias gay e investiguem quem está por detrás das cortinas... Se não for a bem, há-de ser a mal!

amafiaportuguesa disse...

Ainda em relação às coimas para os cofres do Estado:

Deu início um processo que já se temia há vários anos: a discriminação médica de doentes contagiosos que passam a ser “denunciados” obrigatoriamente pelos laboratórios e médicos pois de outra forma sujeitam-se a coimas elevadíssimas. O BIG BROTHER na saúde vem-se juntar agora aos já existentes BIG BROTHER das finanças, BIG BROTHER da segurança social e do emprego, BIG BROTHER da justiça e BIG BROTHER da educação e ensino. Estamos declaradamente já a viver em DITADURA TOTALITÁRIA SOCIALISTA NEO-NAZI de EXTREMA-DIREITA sem precedentes. Com coimas de 250 a 20.000€ para pessoas singulares e 20.000 a 50.000€ para entidades ou empresas esta lei não deixa dúvidas: ou “bufas” ou pagas. Técnicas bem conhecidas da PIDE, estas…

Força Emergente disse...

Angela Maria
Obrigado pela sua entrada e pelo seu excelente Blogue. Já faz parte da nossa galeria de selecionados.

Força Emergente disse...

Máfia Portuguesa

Obrigado pelos excelentes comentários que continuam a fazer.

Angela Maria disse...

Obrigada pela referência elogiosa, também já os "ajuntei" aos meus.

Angela Maria